FANDOM


B Inauguração do Ministério Público de Jesus
A pregação de João Batista, o batismo de Jesus e Sua tentação, os primeiros discípulos e o milagre do vinho em Caná.
Capítulos 6 a 7
 
B
Capítulo 6
A pregação de João Batista, o batismo de Jesus e a tentação

 

A pregação preparatória de João Batista Textos de referência
João Batista fala sobre si e sobre Aquele que viria Mt 3:1-12, Mc 1:1-8 e Lc 3:1-18
V Texto Referências
1 ¶ Princípio do evangelho de Jesus Cristo, Filho de Deus.
2 No décimo quinto ano do reinado de Tibério César, sendo Pôncio Pilatos governador da Judéia, Herodes, tetrarca da Galiléia, seu irmão Felipe, tetrarca da região da Ituréia e Traconites, e Lisânias, tetrarca de Abilene,
3 sendo sumos sacerdotes Anás e Caifás, veio a palavra de Deus a João, filho de Zacarias, no deserto. Até aqui, Lc 3:1-2.
4 Naqueles dias,a ele apareceu pregando no desertoa, b da Judéiaa e percorreu toda a circunvizinhança do Jordãoc Mt. 1; Mc. 4; Lc. 3.
5 pregando batismo de arrependimento para remissão dos pecadosb, c, e dizia:a Mt. 1; Mc. 4; Lc. 3.
6 - Arrependei-vos, porque está próximo o reino dos céus.a Mt. 2.
7 Porque este é o referido por intermédio do profeta Isaías,a conforme está escrito na profeciab, no livro das suas palavrasc:
8
Eis aí envio diante da tua face o meu mensageiro, o qual preparará o teu caminho;b
Mc. 2
9
Voz do que clama no deserto: preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredasa, b, c;
Mt. 3; Mc. 3; Lc. 4.
10
Todo vale será aterrado, e nivelados todos os montes e outeiros; os caminhos tortuosos serão retificados, e os escabrosos, aplanados;
11
e toda carne verá a salvação de Deus.c
V. 10 e 11 de Lc 5 e 6.
12 Asb vestesa, b que Joãoa, b usavaa eram feitas deb pêlos de camelo;a, b e ele traziab um cinto de couroa, b e se alimentava de gafanhotos e mel silvestre.a, b Mt. 3; Mc. 6.
13 Entãob, saíram a ter com ele toda aa, b província daa Judéiaa, b e todos os habitantes deb Jerusaléma, b e e toda a circunvizinhança do Jordãoa Mt. 5; Mc. 5.
14 e, confessando os seus pecados, erama, b por elea batizados no rio Jordão.a, b Mt. 6; Mc. 5.
15 ¶ Vendo ele, porém, que muitos fariseus e saduceus vinham ao batismo, disse-lhesa e às multidões que saíam para serem batizadas:c Mt. 7; Lc. 7.
16 - Raça de víboras, quem vos induziu a fugir da ira vindoura?
17 Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento;
18 e não comeceis a dizer entre vós mesmos: "Temos por pai a Abraão"; porque eu vos afirmo que destas pedras Deus pode suscitar filhos a Abraão. Estes três versículos de Mt 7-9 e Lc 7-8.
19 E tambémc já está posto o machado à razi das árvores; toda árvore, pois, que não produz bom fruto é cortada e lançada ao fogo.a, c Mt. 10; Lc. 9
20 Então, as multidões o interrogavam, dizendo: - Que havemos, pois, de fazer?
21 Respondeu-lhes: - Quem tiver duas túnicas, reparta com quem não tem; e quem tiver comida, faça o mesmo.
22 Foram também publicanos para serem batizados e perguntaram-lhe: - Mestre, que havemos de fazer?
23 Respondeu-lhes: - Não cobreis mais do que o estipulado.
24 Também soldados lhe perguntaram: - E nós, que faremos? E ele lhes disse: - A ninguém maltrateis, não deis denúncia falsa e contentai-vos com o vosso soldo.
25 ¶ Estando o povo na expectativa, e discorrendo todos no seu íntimo a respeito de João, se não seria ele, porventura, o próprio Cristo, Do 20 ao 25, Lc 10-14.
26 pregoub João a todosc, dizendo:b Mc. 7; Lc. 16.
27 - Eu,a, b na verdade,c vos batizo com águaa, b, c para arrependimento,a Mt. 11; Mc. 8; Lc 16.
28 masa após mimb vemb, c aquelea, b queb, c é mais poderoso do que eu,a, b, c Mt. 11; Mc. 7; Lc. 16.
29 cujasa sandáliasa, b, c não sou digno de, curvando-me,b desatar-lhe as correiasb, c e levar.a Mt. 11; Mc. 7; Lc. 16.
30 Ele voz batizará com o Espírito Santoa, b, c e com fogo.a, c Mt. 11; Mc 8; Lc. 16.
31 A sua pá, ele a tem na mão e limpará completamente a sua eira; recolherá o seu trigo no celeiro; porém, queimará a palha em fogo inextinguível. Mt. 12; Lc. 17.
32 Assim, pois, com muitas outras exortações anunciava o evangelho ao povo. Lc. 18.

 

O batismo de Jesus no rio Jorão, na Betânia da Peréia Textos de referência
Jesus é batisado Mt 3:13-17, Mc 1:9-11 e Lc 3:21-23
V Texto Referências
33 ¶ Por esse tempo, dirigiu-se Jesusa de Nazaréb da Galiléiaa, b para o Jordão, a fim de que João o batizasse. Mt. 13; Mc. 9;Lc. .
34 Ele, porém, o dissuadia, dizendo: - Eu é que preciso ser batizado por ti, e tu vens a mim?
35 Mas Jesus lhe respondeu: - Deixa por enquanto, porque, assim, nos convém cumprir toda a justiça. Então, ele o admitiu. Estes dois últimos v. e parte do 33, Mt 13-15.
36 E aconteceu que,c naqueles dias,b ao ser todo o povo batizado, Jesusc também oc foib, c por João no rio Jordãob. Mc. 9; Lc. 21.
37 Batizado Jesus, saiu logo da águaa ec, logo ao sair da água,b estando ele a orarc, o céu se abriu Mt. 16; Lc. 21.
38 (e Ele viu os céus rasgarem-se) e o Espírito Santo desceua, b, c em forma corpóreac como pomba,a, b, c vindoa sobre elea, b, c. Mt. 16; Mc. 10; Lc. 22.
39 E eisa uma voz dos céusa, b, c, que foi ouvidab e que diziaa: - Tu ésb, c o meu Filhoa, b, c amado; em ti me comprazo.b, c Mt. 17; Mc. 11; Lc. 22.

 

A tentação de Jesus no deserto da Judéia Textos de referência
O Espírito conduz Jesus ao deserto para ser tentado por Satanás Mt 4:1-11, Mc 1:12-13 e Lc 4:1-13
V Texto Referências
40 A seguir, Jesus, cheio do Espírito Santo, voltou do Jordão e logo foi levado pelo Espírito ao deserto para ser tentado pelo diabo, Mt. 1;Mc. 12; Lc. 1.
41 e foi guiado pelo mesmo Espírito durante quarenta dias e quarenta noites, sendo tentado pelo diabo. Mt. 2; Lc. 1 e 2.
42 Nada comeu naqueles dias, ao fim dos quais teve fome. Lc. 2.
43 Então, o tentador, aproximando-se, disse-lhe:
44 - Se és o Filho de Deus, manda que estas pedras se transformem em pães[nota 1].
45 Jesus, porém, lhe respondeu:
46 - Está escrito:
Não só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus.
47 Então, o diabo o levou à Cidade Santa, Jerusalém, o colocou sobre o pináculo do templo e lhe disse:
48 - Se és o Filho de Deus, atira-te daqui abaixo, porque está escrito:
49
Aos seus anjos ordenará a teu respeito que te guardem;
, e:
Eles te susterão nas suas mãos, para não tropeçares nalguma pedra.
50 Respondeu-lhe Jesus: - Também está escrito:[nota 2]
51
Não tentarás o Senhor, teu Deus.
52 Levou-o ainda o diabo, elevando-o a um monte muito alto, mostrou-lhe, num momento, todos os reinos do mundo e a glória deles, e disse-lhe:
53 - Dar-te-ei toda esta autoridade e a glória destes reinos, porque ela me foi entregue, e a dou a quem eu quiser.
54 Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares
55 Mas Jesus, então, lhe respondeu, ordenando:
56 - Retira-te, Satanás, porque está escrito:
57
Ao Senhor, teu Deus, adorarás, e só a ele darás culto.
58 Com isto, passadas que foram as tentações de toda sorte, apartou-se dele o diabo até momento oportuno. Mt. 11; Lc. 13.
59 E eis que, estando com as feras, vieram anjos e o serviram. Mt. 11.

 

Notas
  1. A ordem apresentada em Mateus foi a escolhida porque fecha melhor em função do versículo 10 que fecha melhor como fim e como diz o livro Manual Popular de Dúvidas, Enigmas e "Contradições" da Bíblia de Norman Geisler e Thomas Howe, a sequência de Mateus parece ser mesmo a cronológica, enquanto que Lucas parece ter escrito da maneira que o fez para buscar um clímax na narrativa sem dar uma real importância para a ordem dos fatos.
  2. Considerei esta versão de Mateus melhor.


Deus · Cristianismo · Bíblia

Martin Bittencourt · Bíblia de estudo

Ad blocker interference detected!


Wikia is a free-to-use site that makes money from advertising. We have a modified experience for viewers using ad blockers

Wikia is not accessible if you’ve made further modifications. Remove the custom ad blocker rule(s) and the page will load as expected.