Fandom

Teonis Wiki

Falácia

976pages on
this wiki
Add New Page
Talk0 Share
Mais sobre Falácias:
Filme logo1 Vídeos selecionados
Saiba mais sobre Falácias:
Wikipedia-logo Wikipedia anglófona e lusófona

Uma falácia é um erro numa argumentação que pode tanto ser um argumento propriamente errado, quanto uma falha na estrutura lógica de um (neste caso, chamado de falácias formais) ou um problema na apresentação, no contexto ou na justificativa de uma conclusão e que, dessa forma, é caracterizada pela incapacidade de provar eficazmente o que esta alega (neste caso, uma falácia informal). Argumentos que se destinam à persuasão podem parecer convincentes para grande parte do público por mais que contenham alguma inconsistência lógica, mas não deixam de ser falsos por causa disso.[1]

Os argumentos falaciosos (argumentos que contém uma falácia) podem ter validade emocional, íntima, psicológica ou emotiva, mas não são capazes de demonstrar uma verdade objetiva de forma aceitável segundo as leis da lógica. Reconhecer as falácias é por vezes difícil, muito mais quando o ouvinte se trata de alguém que não conhece os tipos de falácias existentes ou não tem tempo para analisar cautelosamente o que está sendo afirmado (o caso de conversações). Muitas vezes encontra-se falácias a partir de estilos de frases que nem sempre são inválidos, e muitas vezes uma falácia pode conter todo o seu conteúdo verdadeiro, embora o modo como seja feito é que o caracterize como uma falácia (por exemplo, a afirmação "Se você não servir a Deus, irás para o inferno").[1]

Classificação Edit

Há um significativo número de maneiras em que se pode classificar as diversas falácias lógicas existentes. Tradicionalmente, as falácias são categorizadas baseadas no tipo de raciocínio lógico com que trabalham (e.g. falácias de lógica proposicional, quantitativa, etc.), baseados na relação a estruturas lógicas (e.g. se a conclusão segue da premissa), modo como ela se caracteriza (e.g. apela ao que), entre outras maneiras.

A classificação padrão, todavia, é feita entre falácias formais e informais, onde as primeiras dizem respeito a erros na estrutura lógica da argumentação - a maioria dizem respeito a variáveis de non sequitur - enquanto que a segunda compreende as demais falácias. Outras classes de falácias incluem:

  • Relevância:
  • Materiais:
  • Verbais:
Tabela de classificações possíveis
Nome Sigla na TW Sub-grupo Sigla na TW Exemplos
Formal F Proposicionais Pp
Probabilísticas Pb
Silogísticas S
Quantificacionais Q
Informal I Ambiguidade A
Distração D
Outras classificações
Relevância R
Materiais M
Verbais V

Utilidade Edit

As falácias podem ser muito úteis para se alcançar a vitória numa argumentação, mas este sucesso vai depender exclusivamente da ignorância dos ouvintes. Um ouvinte preparado e douto nos diversos tipos de falácias existentes, ao identificá-las, dificilmente se deixaria persuadir por elas, entendendo que, muito embora as conclusões que o orador esteja apresentando possam ser verdadeiras, a base racional que ele esta usando para sustentar tais conclusões é inválida. Mais do que este risco, alguém que se utiliza de falácias também corre o risco de vir a ser criticado em outro momento por alguém que não foi um ouvinte inicial, como um crítico.

Apesar destes poréns, a utilização de falácias é de bastante sucesso entre as massas indoutas em filosofia e desprovidas de educação filosófica relativamente suficiente, gerando aplausos a argumentações fúteis e aceitações majoritárias. Mesmo no dia a dia é possível verificar-se o sucesso do seu uso, tendo em vista que o povo comum faz utilização delas sem notar. Vale notar, todavia, que o sucesso da utilização de argumentação falaciosa perante o público não significa que estas argumentações sejam verdadeiras ou aceitáveis racionalmente, nem tampouco que a utilização de falácias seja algo correto - argumentar isso seria exatamente falacioso, já que a aprovação do público não implica que o argumento esteja correto.

Falácias e Deus Edit

A ligação entre falácias e Deus é um tanto diferente da ligação normal entre elas e as coisas normais. Isso ocorre porque Deus possui características que O distinguem em muito das demais coisas, de modo que muitas das argumentações que, num contexto por assim dizer "humano", seriam falaciosas, são aceitáveis para Deus. Esta afirmação poderia ser considerada uma falácia de petição especial, o que não confere, já que esta ocorre quando se faz algo sair de uma regra geral sem se dar uma explicação, quando a própria natureza de Deus é a explicação para esta ação - para que consideremos Deus de forma apropriada, precisamos fazer uma petição especial (não-falaciosa) (veja o argumento da articulação especial).

Exemplos de falácias que se tornam inválidas para Deus dependendo de como são apresentadas incluem: o apelo à autoridade (porque Deus é o governador do Universo e não sabe falhar, se Ele diz algo então é aquilo mesmo), argumento da falácia (apontar alguma argumentação falsa contra Deus, independente com que intenção, quando Deus não sabe falhar, é inútil: é infinitamente mais provável que a análise do argumentador esteja errada do que sua alegação seja verdadeira), falácia de afirmação nua (se a premissa for uma alegação de Deus, então necessariamente ela é verdadeira, já que Deus não sabe mentir - nota-se que esta análise é muito simplista), falsa dicotomia (se Deus, sabendo de todas as coisas, indica que só há duas opções, então mesmo que aparentemente haja uma terceira opção esta necessariamente é falsa, já que a onisciência de Deus é prioritária), entre outros.

Referências

  1. 1.0 1.1 Retirado de Falácia na Wikipédia lusófona. Favor colocar data de visualização!

Veja também Edit

Ad blocker interference detected!


Wikia is a free-to-use site that makes money from advertising. We have a modified experience for viewers using ad blockers

Wikia is not accessible if you’ve made further modifications. Remove the custom ad blocker rule(s) and the page will load as expected.