Fandom

Teonis Wiki

Argumento teleológico

976pages on
this wiki
Add New Page
Talk0 Share
Mais sobre este artigo:
Filme logo1 Vídeos selecionados
Placeholder other Categoria correspondente

Um argumento teleológico é um argumento que visa demonstrar a existência de um criador inteligente do Universo, normalmente denominado Deus, com base em características da construção do próprio Universo, tais como a complexidade da vida biológica e a sintonia fina de constantes universais indispensáveis para a existência da vida. Tendo em vista que os argumentos teleológicos fundamentam-se muita na questão da probabilidade (isto é, afirmando que é mais racional crer que há um Designer para o Universo do que crer que este tenha surgido naturalmente tendo-se em vista a imensa improbabilidade da segunda hipótese estar correta) e na observação do nosso Universo, eles são normalmente classificados como argumentos a posteriori e indutivos.

A base cristã da utilização e aceitação deste argumento como válido vem do apóstolo Paulo, que o formula em sua carta aos Romanos da seguinte forma:

  • "A ira de Deus se revela do céu contra toda impiedade e perversão dos homens que detêm a verdade pela injustiça;
  • porquanto o que de Deus se pode conhecer é manifesto entre eles, porque Deus lhes manifestou.
  • Porque os atributos invisíveis de Deus, assim o seu eterno poder, como também a sua própria divindade, claramente se reconhecem, desde o princípio do mundo, sendo percebidos por meio das coisas que foram criadas. Tais homens são, por isso, indesculpáveis;"
- Rm 1:18-20[1]

Crítica e contra-apologética Edit

Argumento teleológico1

Uma representação do que fala o argumento do universo de Paulo

Numa primeira instância, o método mais eficaz que ateus e céticos poderiam utilizar para invalidar os argumentos teleológicos seria provar que o Universo não foi projetado. Todavia, provar isto é praticamente impossível, tendo em vista que as evidências para o design são reconhecidas pelos próprios ateus e céticos. Richard Dawkins pode ser considerado um grande exemplo, tendo em vista que ele constantemente fala das "aparências de design presente na biologia".[fonte?]

Tendo em vista o aparente fracasso da primeira e mais válida objeção aos argumentos teleológicos, uma segunda objeção é comumente usada (incluindo por Dawkins) que consiste em mostrar evidências que o Universo não foi projetado, normalmente fazendo isso mostrando características do Universo que não se relacionam aceitavelmente com a existência de Deus. A existência de mal natural (em questões como a cadeia alimentar) e de ditas imperfeições nas características do Universo são alegações comumente usadas nesta contra-apologética. Todavia, a maior parte das alegações, mesmo que fossem válidas, só seriam capazes de impedir a existência de teísmos mais especificados (por exemplo, o problema do mal natural poderia convencer-nos da inexistência de um Deus benevolente e onipotente), mas jamais uma forma de deísmo, onde não há valores conhecidos do Designer no Universo, o que dá a este tipo de contra-apologética uma força muito fraca contra os argumentos teleológicos. Mais do que isso, boas respostas em defesa do teísmo têm sido colocadas como explicações para as supostas inconsistências com a existência de Deus.

Referências

  1. Segundo a versão bíblica Almeida Revista e Atualizada

Ligações externas Edit

Ad blocker interference detected!


Wikia is a free-to-use site that makes money from advertising. We have a modified experience for viewers using ad blockers

Wikia is not accessible if you’ve made further modifications. Remove the custom ad blocker rule(s) and the page will load as expected.