FANDOM


Mais sobre este artigo:
Filme logo1 Vídeos selecionados

Argumentos lógicos contra Deus podem ser definidos de duas maneiras: num primeiro caso, são argumentos contra a existência de Deus que tentam demonstrar que o conceito deste ser é auto-contraditório ou logicamente inconsistente com algum fato conhecido.[1] Se um de tais argumentos fosse bem sucedido, significaria que a existência de Deus é impossível.[2] Tais argumentos são geralmente apresentados usando-se de raciocínio dedutivo e, por isso, são constantemente chamados de argumentos dedutivos contra a existência de Deus.[3] Em outro sentido, o termo é sinônimo de argumentos a priori contra a existência de Deus, onde faz-se uso de lógica pura para chegar-se às conclusões defendidas.

Normalmente argumentos lógicos contra Deus são internos, procurando demonstrar que um dos atributos de Deus é incoerente (como no caso do paradoxo da pedra) ou dois ou mais são incoerentes entre si (quando passam a ser chamados de "argumento das propriedades incompatíveis" ou "das contradições lógicas presentes em Deus".

Veja também Edit

Referências

  1. Draper, Paul. In: Louis P. Pojman. Philosophy of Religion (em <Língua não reconhecida>). 3º. ed. [S.l.]: Wadsworth Publishing Co., 1998. Capítulo Evolution and the Problem of Evil. p. 220. ISBN.
  2. Lowder, Jeffrey Jay. Logical Arguments (em inglês). Infidels. Página visitada em 10 de fevereiro de 2015.
  3. Retirado de Existence of God - Deductive arguments na Wikipédia anglófona (em inglês). Página acessada em 8 de janeiro de 2011.


Argumentos contra o Teísmo

Ad blocker interference detected!


Wikia is a free-to-use site that makes money from advertising. We have a modified experience for viewers using ad blockers

Wikia is not accessible if you’ve made further modifications. Remove the custom ad blocker rule(s) and the page will load as expected.