FANDOM


O que pode ser chamado de argumento dos amputados é um argumento contra a existência de Deus normalmente referido pela pergunta por que Deus não cura amputados? que afirma que o fato de amputados nunca serem milagrosamente curados é evidência de que "Deus é imaginário".[1]

O argumento tem se tornado famoso na mídia popular através do site Why Won't God Heal Amputees?, do autor Marshall Brain,[2] e de pessoas populares como Michael Shermer.[fonte?]

Apresentação Edit

Com base no site Why Won't God Heal Amputees?, pode-se esquematizar o argumento de forma resumida da seguinte maneira:

  1. (Os cristãos dizem que Deus cura as pessoas.)
  2. Deus não cura amputados.
  3. Logo, Deus não existe.

Uma versão mais complexa seria como segue:

  1. (Os cristãos dizem que Deus cura as pessoas de várias enfermidades.)
  2. Deus não cura amputados.
  3. Isso ocorre ou porque Deus possui algum motivo para não curar amputados, ou porque Deus não existe (e a primeira premissa é falsa).
  4. Não há nenhum motivo pelo qual Deus não curaria os amputados.
  5. Logo, Deus não existe.

A ênfase sobre a questão da oração pode ser utilizada numa terceira versão do argumento:

  1. Se o Deus cristão existe, então Ele é o autor da Bíblia.
  2. Na Bíblia, Deus, através de Jesus, promete responder às orações.
    1. A resposta de orações incluem o aspecto de cura divina:
      1. Várias passagens da Bíblia atestam para a eficiência divina em curar pessoas.
      2. Várias pessoas hoje em dia atestam terem sido curadas por Deus.
  3. Deus não responde às orações dos amputados para que seus membros sejam curados.
  4. Logo, ou Deus não é o autor da Bíblia, ou Deus é mentiroso (e portanto não é como os cristãos e como a Bíblia dizem que Ele é) ou Ele não existe.
  5. A concepção de que Deus não é o autor da Bíblia é rejeitada; se Ele existe, Ele é o autor da Bíblia.
  6. Se Deus é mentiroso, então o Deus cristão não existe, pois o Deus cristão definitivamete não é mentiroso; neste caso, outro deus existe.
  7. Logo, só resta a última possível conclusão: o Deus cristão não existe.
  8. Logo, Deus não existe e todas as curas são mera coincidência.

Avaliação Edit

Este argumento é problemático por uma série de problemas. Por exemplo, a afirmação de "Deus não curar amputados" é bastante questionável: é possível que tal evento já tenha ocorrido e, todavia, não tenha sido noticiado seja por ter se dado num local remoto ou por qualquer outra razão. O pulo que se dá entre "não se houve falar de amputados serem curados" para "amputados não são curados" é injustificado haja vista que vários eventos, inclusive grandiosos, não são noticiados ou, ainda que o sejam, não chegam aos ouvidos de todos. Problema semelhante é o pulo entre "não conseguimos imaginar nenhuma razão pela qual Deus não curaria amputados" e a conclusão "não há tal razão". Não só tal pulo é igualmente injustificado, como também várias dessas razões podem ser facilmente cogitadas: os amputados não oram a Deus com as condições para uma oração de sucesso (fé, profundo desejo, perserverança, etc.), Deus possui uma razão para fazê-lo, etc..

Referências

  1. Brain, Marshall. Chapter 5 - Why won't God heal amputees? (em inglês). Why Won't God Heal Amputees?. Página visitada em 14 de março de 2011.
  2. Brain, Marshall. Why Won't God Heal Amputees (em inglês). Página visitada em 14 de março de 2011.


Ad blocker interference detected!


Wikia is a free-to-use site that makes money from advertising. We have a modified experience for viewers using ad blockers

Wikia is not accessible if you’ve made further modifications. Remove the custom ad blocker rule(s) and the page will load as expected.