FANDOM


Mais sobre este artigo:
Filme logo1 Vídeos selecionados

O argumento do livre-arbítrio para Deus é um argumento para a existência de Deus que baseia-se na noção e existência do livre-arbítrio para chegar à conclusão de que Deus existe ou, mais precisamente, de que o naturalismo metafísico é falso. De forma resumida, o argumento pode ser esquematizado da seguinte maneira:

  1. Se Deus não existe, o livre-arbítrio não existe.
  2. O livre-arbítrio existe.
  3. Logo, Deus existe.
  1. Se o naturalismo é verdadeiro e bem assim o ateísmo, então o livre-arbítrio não existe.
  2. O livre arbítrio existe.
  3. Logo, o naturalismo não é verdadeiro e bem assim o ateísmo.

Fazendo um caso para o dualismo, o filósofo e teólogo William Lane Craig, em seu debate com o filósofo Michael Tooley, comentou:

Thirdly, how about our experience of human freedom? Surely this counts as some sort of evidence for a mind or soul that exists independently (or can exist independently) of the brain. If the mind is simply the brain or is totally causally dependent upon the brain, then everything you think or choose or do is determined by the stimuli that you receive. But surely our experience of human freedom suggests that we are not just deterministic machines, that minds are not simply reducible to the brain or causally dependent upon it. So I think he's just making a very, very large inference here from data which don't support it.[1]

Referências

  1. Craig, William Lane. A Classic Debate on the Existence of God (em inglês). Página visitada em 16 de março de 2011.


Argumentos para o Teísmo

Ad blocker interference detected!


Wikia is a free-to-use site that makes money from advertising. We have a modified experience for viewers using ad blockers

Wikia is not accessible if you’ve made further modifications. Remove the custom ad blocker rule(s) and the page will load as expected.