Fandom

Teonis Wiki

Argumento das contradições lógicas presentes na Bíblia

976pages on
this wiki
Add New Page
Talk0 Share
Mais sobre este artigo:
Filme logo1 Vídeos selecionados

Um argumento levantado contra a existência de Deus com base na Bíblia é o que pode ser chamado de argumento das contradições lógicas presentes na Bíblia. Segundo este argumento, pressupondo-se que a Bíblia seja inerrante em suas alegações teológicas sobre a natureza de Deus e bem assim que asserções ilógicas não podem ser verdadeiras (de modo que uma coisa ou ser que possua alguma contradição lógica não pode existir), pode-se concluir que o Deus judaico/cristão não existe com base em alegações ilógicas sobre sua natureza presentes na Bíblia.[1] Dhorpatan, um usuário ateu do YouTube, é um dos que defendem este argumento numa versão ligada ao problema da onipotência.

O argumento Edit

O argumento pode ser feito de várias maneiras, contando que apresente alguma alegada contradição ilógica em Deus de acordo com o que está presente na Escritura (seja a Bíblia ou outro livro sagrado, muito embora o mais comum seja com o primeiro). Dessa forma, o argumento passa ser o "pai" ou pelo menos "avô" de todos os argumentos contra a existência de Deus, tendo em vista que todos (ou quase todos) são baseados em descrições dEle de acordo com o que se encontra nos livros sagrados.

Todavia, o argumento é apresentado na sua forma mais "pura" quando as premissas são tiradas diretamente de passagens das Escrituras, como versículos bíblicos, fazendo direta referência a estes. Os argumentos derivados deste que ficam mais longe são aqueles que dependem de algum conhecimento filosófico, teológico ou científico extra para serem estabelecidos (e.g. o argumento cosmológico Kalam para o ateísmo, de Quentin Smith, ou o argumento do design pobre). Entre as versões "puras" deste argumento se encontra o da onipotência, formulado pelo usuário do YouTube Dhorpatan.

Dhorpatan Edit

O cerne do argumento consiste na mesma estrutura lógica presente no problema da onipotência e em todos os paradoxos dos três O:

  1. Um objeto, entidade ou ser que possua contradições lógicas não pode existir.
  2. O conceito de Deus possui contradições lógicas.
  3. Logo, Deus não pode existir.

A diferença presente neste argumento é que ele fundamenta-se sobre as alegações bíblicas sobre os atributos de Deus, e não sobre as palavras "onipotência, onisciência e benevolência" e suas definições populares, como ocorre no paradoxo da pedra. O argumento, então, pode ser esquematizado da seguinte maneira:

  1. Um objeto que possua contradições lógicas não pode existir.
  2. A Bíblia é uma autoridade inerrante em suas alegações sobre a natureza de Deus.
  3. A Bíblia alega que Deus possui contradições lógicas.
  4. Logo, Deus não pode existir.

Como as duas primeiras premissas são assumidas como verdadeiras tendo em vista o conhecimento popular e filosófico e a conclusão e não parece haver algum non sequitur em relação à conclusão, a premissa-chave do argumento passa a ser a terceira: "A Bíblia alega que Deus possui contradições lógicas".

A fim de defender a veracidade da terceira premissa, o usuário do YouTube Dhorpatan apresentou as seguintes passagens bíblicas, usando a tradução bíblica NVI para o inglês, em seu vídeo "God doesn't exist Christians! I'll prove it Biblically!!":[1]

  • Lucas 1.37: Pois nada é impossível para Deus.
  • Mateus 19.26: Jesus olhou para eles e respondeu: "Para o homem é impossível, mas para Deus todas as coisas são possíveis".
  • Apocalipse 1.8: "Eu sou o Alfa e o Ômega", diz o Senhor Deus, "o que é, o que era e o que há de vir, o Todo-poderoso". (tendo em vista que "Todo-poderoso" significa, por definição, "ter poderes ilimitados".
contra:
  • 2 Timóteo 2.13: se somos infiéis, ele permanece fiel, pois não pode negar-se a si mesmo.
  • Números 23.19: Deus não é homem para que minta, nem filho de homem para que se arrependa. Acaso ele fala, e deixa de agir? Acaso promete, e deixa de cumprir?
  • Tiago 1.13-14: Quando alguém for tentado, jamais deverá dizer: "Estou sendo tentado por Deus". Pois Deus não pode ser tentado pelo mal, e a ninguém tenta. Cada um, porém, é tentado pela própria cobiça, sendo por esta arrastado e seduzido.

Com base nessas palavras, Dhorpatan declara:[1] Template:Citação2

Apologética Edit

Tendo em vista que este argumento é representado por vários outros, as objeções a estes serão dispostas nos seus respectivos artigos. À seguir se encontra as refutações às versões "puras", descritas anteriormente.

Dhorpatan Edit

Este argumento é ruim em princípio pelas mesmas críticas aplicadas ao problema da onipotência (veja este artigo para mais detalhes). Em função da mudança em usar a Bíblia como base, algumas outras críticas são possíveis. Estas incluem:

Deus e lógica Edit

Muito embora a maioria dos teólogos e filósofos concordem que Deus, em sua natureza maximamente racional, é um ser submetido às regras da lógica, esta não parece ser uma visão necessária dentro do teísmo. Filósofos como Descartes já alegaram que a onipotência de Deus o exime de compromissos lógicos,[2] de modo que lhe é possível ostentar e cometer ações ilógicas para nós livremente. Uma vez que esta posição não é aceita pela maioria dos teístas cultos, ela pode ser considerada uma objeção fraca.

Interpretações desnecessárias Edit

Tomando-se as interpretações de Dhorpatan, percebe-se que elas são literalistas, o que não é necessário. De fato, teólogos e filósofos como Tomás de Aquino já lidaram com esse problema, tendo em vista que ele em muito se assemelha com o encontrado no paradoxo da pedra.

Não há contradições Edit

A partir da objeção anterior, pode-se concluir que não há contradições na Bíblia sobre os atributos de Deus: a interpretação é que está errada.

Pressuposição de inerrância bíblica Edit

Não é necessário supôr que a Bíblia é inerrante. Em outras palavras, no máximo isso é um argumento contra a inerrância bíblica, não contra a existência de Deus - que vem depois.

Veja também Edit

Referências

  1. 1.0 1.1 1.2 Dhorpatan[1]. (9 de agosto de 2009). God doesn't exist Christians! I'll prove it Biblically!! (em inglês). Visualizado em 1 de outubro de 2010.
  2. The Paradox of the Stone (em inglês). Existence of God. Página visitada em 1 de outubro de 2010.


Ad blocker interference detected!


Wikia is a free-to-use site that makes money from advertising. We have a modified experience for viewers using ad blockers

Wikia is not accessible if you’ve made further modifications. Remove the custom ad blocker rule(s) and the page will load as expected.