FANDOM


Mais sobre este artigo:
Filme logo1 Vídeos selecionados

O argumento da liberdade de dogmas é um argumento para o ateísmo[1] que fundamenta-se sobre a falta de liberdade que os dogmas religiosos trazem às pessoas em suporte da conclusão de que estas deveriam ser atéias.[2]

Avaliação Edit

O argumento é ruim por uma série de motivos:

  • De nenhuma maneira ele demonstra que Deus não existe; Como o ateísmo está fundamentado sobre a proposição "Deus não existe", mesmo que a suposta falta de liberdade dada pelos dogmas religiosos fosse um motivo para alguém se afastar das religiões, esta jamais justificaria alguém perder sua fé na existência de Deus, concluindo que Ele não existe.
  • A ideia de que os dogmas religiosos tiram a liberdade das pessoas é muito mal desenvolvida, possuindo forte ar de subjetivismo. Enquanto que muitas pessoas podem concordar que os dogmas religiosos acabam se tornando "prisões" para os indivíduos, restringindo sua liberdade, outras podem dizer o contrário, afirmando que não se sentem presas sob os mesmos. Martin Bittencourt é um exemplo de alguém que não se sente preso pelos ensinamentos cristãos.
  • A simples afirmação de que os dogmas religiosos restringem a liberdade não é suficiente para se ter um bom argumento, sendo também necessário demonstrar que tais dogmas são desnecessários. Observa-se que as leis presentes nas constituições dos demais países também restringem a liberdade dos seus cidadões (e.g. leis como "não podes matar" restringe a liberdade de um indivíduo de poder matar), e normalmente são aceitadas mesmo em face desse fato. Assim, é necessário demonstrar que os dogmas religiosos são ruins e desnecessários para que o argumento possa fazer sentido. Todavia, se há um Deus e se este se manifestou à humanidade de tal forma a ter prescrito um método de vida, então as únicas maneiras de se rejeitar os dogmas de uma dada religião é demonstrando que esta não é a "religião verdadeira" ou que Deus não existe. Em ambos os casos, mais algum argumento é necessário para suportar a premissa, o que torna este um argumento inválido por conta própria.
  • O argumento pressupõe a validade e existência do livre-arbítrio, mas não é certo se este existe e possui sentido numa cosmovisão ateísta (veja o argumento do livre-arbítrio para o teísmo).

Referências

  1. Other Arguments for Atheism (em inglês). Arguments for Atheism. Página visitada em 16 de fevereiro de 2011.
  2. Mastin, Luke (2011). Other Arguments for Atheism - Freedom from Dogma (em inglês). Arguments for Atheism. Página visitada em 18 de fevereiro de 2015.


Argumentos contra o Teísmo

Ad blocker interference detected!


Wikia is a free-to-use site that makes money from advertising. We have a modified experience for viewers using ad blockers

Wikia is not accessible if you’ve made further modifications. Remove the custom ad blocker rule(s) and the page will load as expected.