FANDOM


Mais sobre este artigo:
Filme logo1 Vídeos selecionados

O que pode ser chamado de argumento da evolução das religiões consiste na alegação, de caráter histórico, de que houve uma certa "evolução" nas religiões, normalmente apontando o monoteísmo como sendo a última forma de religião a se desenvolver. Esta explicação para o surgimento das religiões remota à Charles Darwin.[1] Entre os defensores atuais de tal visão encontram-se o biólogo Richard Dawkins.[2]

Em resumo, este ponto de vista não é aceito pela comunidade teísta sob a alegação de que as justificativas levantadas não são boas, havendo também bons motivos para se aceitar que o monoteísmo consiste na visão teísta mais antiga (e não a mais recente como propõe o argumento).[1] Por outro lado, se esta hipótese for usada como argumento contra a existência de Deus, constata-se que se trata de uma falácia genética.

Referências

  1. 1.0 1.1 Geisler, Norman L.. PRIMITIVE MONOTHEISM (em inglês). Página visitada em 8 de outubro de 2010.
  2. Dawkins, Richard. Deus, um Delírio (em <Língua não reconhecida>). 1. ed. [S.l.]: Companhia das Letras, 2007. ISBN 9788535910704.


Argumentos contra o Teísmo

Ad blocker interference detected!


Wikia is a free-to-use site that makes money from advertising. We have a modified experience for viewers using ad blockers

Wikia is not accessible if you’ve made further modifications. Remove the custom ad blocker rule(s) and the page will load as expected.