FANDOM


Mais sobre este artigo:
Filme logo1 Vídeos selecionados

       O argumento cosmológico segundo al-Kindi é um argumento cosmológico criado pelo filósofo muçulmano al-Kindi.

ApresentaçãoEdit

O filósofo e teólogo cristão William Lane Craig resumiu o argumento de al-Kind da seguinte maneira:

  1. Existem vários princípios auto-evidentes.
  2. O Universo teve um começo no tempo.
    1. O tempo é finito.
      1. Argumento da quantidade infinita.
        1. Uma quantia infinita real não pode existir.
        2. Tempo é quantitativo.
        3. Logo, tempo infinito não pode existir.
      2. Argumento da seleção de um dado momento.
        1. Para selecionarmos um dado momento no tempo, nós precisamos saber o que o tempo é.
        2. Se nós sabemos o que o tempo é, então nós sabemos quanto tempo se passou do dado momento até a eternidade.
        3. Deste modo, nós sabemos quanto tempo já transpareceu[nota 1].
        4. Logo, o tempo precisa ser finito.
      3. Argumento da chegada do dado momento.
        1. Antes de qualquer dado momento no tempo poder ter chegado, um número infinito de vezes antes teria que ser transversed se o tempo fosse infinito.[nota 2].
        2. Mas o infinito não pode ser transversed.
        3. Logo, nenhum dado momento poderia chegar.
        4. Mas isso é absurdo.
    2. O Universo não pode existir sem o tempo.
      1. Se o tempo é simplesmente duração, então o Universo não poderia existir sem duração.
      2. Se o tempo é a medição de movimento, o Universo não poderia existir sem o tempo.
        1. O Universo não pode existir sem movimento.
          1. Se o Universo estava totalmente parado desde a eternidade, ele não poderia começar a mover.[nota 3]
          2. Logo, agora não haveria nenhum movimento.
          3. Mas isso é absurdo.
    3. Logo, o Universo precisa ter tido um começo no tempo.
  3. O universo não poderia causar a si mesmo a vir à existência.[nota 4]
    1. O nada não pode causar algo a existir.
    2. Para causar a si mesmo, uma coisa precisaria ser algo diferente de si mesmo.[nota 5]
  4. A multiplicidade no Universo precisa ser causada.
  5. A causa da multiplicidade no Universo é a causa do próprio Universo, e este é o Um Verdadeiro.[1]

Notas

  1. Tradução para "Thus, we know how much time has transpired.".
  2. Tradução de "Before any given moment in time could arrive, an infinite number of prior times would have to be traversed if time were infinite."
  3. Tradução de "If the universe were fully at rest from eternity, it could not begin to move.".
  4. Tradução de "The universe could not cause itself to come into existence".
  5. Tradução de "To cause itself, a thing would have to be something other than itself".

Referências

  1. Craig, William L.. The Kalam Cosmological Argument (em <Língua não reconhecida>). [S.l.]: Wipf and Stock Publishers, 1979. ISBN 1-57910-438-X.


Ad blocker interference detected!


Wikia is a free-to-use site that makes money from advertising. We have a modified experience for viewers using ad blockers

Wikia is not accessible if you’ve made further modifications. Remove the custom ad blocker rule(s) and the page will load as expected.